Posts com a tag ‘ciclo do notrogenio bacterias aerobivas anaerobicas’


O ciclo do nitrogênio

17 de junho de 2011

Por: Caio Bianco

O ciclo do nitrogênio é um processo biológico extremamente importante e que deve ser entendido por todos os aquaristas independentemente do tipo ou tamanho do aquário. Sua importância se deve ao fato de a qualidade da água e a saúde dos peixes estarem diretamente ligada a esse processo.


O ciclo do nitrogênio é um processo natural e que sempre acontecerá de forma completa ou incompleta em todos os sistemas aquáticos com peixes. Muitos já devem ter escutado: – “Esse aquário está equilibrado”. Isso realmente existe e nada mais é do que o processo do ciclo do nitrogênio acontecendo de forma harmônica e completa.

A matéria orgânica (resto de comida, folhas, fezes ou urina do peixe) é o inicio de todo o processo. Com a introdução da matéria orgânica na água, rapidamente a amônia (NH3) é formada na água do aquário. A molécula da Amônia é extremamente tóxica para o peixe e mesmo em baixas concentrações pode ser letal. No ciclo do nitrogênio a Amônia é convertida para um composto menos tóxico que é o Nitrito (NO2). Mesmo sendo menos tóxico que a Amônia, o Nitrito ainda é tóxico para os peixes e continuando no ciclo do nitrogênio, o Nitrito é convertido para Nitrato (NO3) onde o ciclo termina.

Todo esse processo de conversão (Amônia – Nitrito – Nitrato) é feito por intermédio de bactérias aeróbicas que usam o oxigênio (O2) no processo de conversão.

Os níveis de Amônia, Nitrito e Nitrato devem ser monitorados com freqüência no aquário, pois é através deles que podemos saber se o ciclo do nitrogênio está acontecendo de forma eficiente. O ideal é que praticamente toda a Amônia seja convertida para Nitrito e todo o Nitrito para Nitrato. Quando observamos níveis altos de Amônia, significa que as bactérias que convertem a Amônia em Nitri to não estão conseguindo cumprir seu papel, provavelmente porque estão em quantidade insuficiente para processar toda a Amônia gerada. As bactérias levam certo tempo para se multiplicar e formarem uma colônia com bactérias suficiente para processar a Amônia gerada e, quando colocamos muita comida na água ou quando muitos peixes são introduzidos ao mesmo tempo, não há tempo hábil para a procriação da colônia ocasionando o aumento abrupto da Amônia. Tudo isso acontece de forma semelhante para o Nitrito.

Entendendo bem esse processo, o hobby do aquarismo se torna bem mais prazeroso já que muitos problemas são resolvidos com base nesse conhecimento.


© Copyright 2010 Cubos. Obrigado pela visita!