Catálogo de Produtos


Zeólita 2,4Kg

Cubos Zeólita em baldes de 2,5Kg para remover a amônia da água de lagos ornamentais
Cubos Zeólita para remoção de amônia
Cubos Zeólita para remoção de amônia

Para turbinar ainda mais o seu lago ornamental de carpas Nishikigoi, a Cubos apresenta a Zeólita em embalagens de 2,4Kg. A Zeólita é um mineral que tem a capacidade de adsorver a amônia da água, reduzindo o stress e problemas de doenças com os peixes no lago. A Cubos Zeólita possui alta porosidade e é altamente seletiva ao nitrogênio amoniacal.

A Cubos Zeólita pode ser utilizada dentro do filtro biológico ou como substrato para plantas aquáticas. No caso da utilização como substrato para plantas, a amônia retida pela Zeólita será aproveitada palas raízes da planta e não será necessário fazer a troca da Zeólita de tempos em tempos. Essa aplicação, além de promover uma “auto limpeza” da Zeólita, irá promover um crescimento mais rápido das plantas aquáticas.

Média de Avaliação

Mais fotos deste produto



  • Embalagem de 2,4Kg (2,2l);
  • Alta porosidade;
  • Área superficial de 40m2/g;
  • Remove rapidamente a amônia da água (10mg/g);
  • Alta seletividade ao nitrogênio amoniacal;
  • Granulometria de 3,0 a 8,0 mm;
  • Capacidade de doar seus nutrientes;
  • Propriedades de troca catiônica;
  • Para utilização dentro do filtro ou como substrato para plantas aquáticas.
  • Bag com Ziper para acomodar a Zeólita (opcional)

Para utilização dentro do filtro, a recomendação é de uma embalagem de 2,4Kg do Cubos Zeólita para cada 2000 litros de água do seu lago. A substituição deve ser feita a cada 3 meses de uso.

Quando utilizada como substrato para plantas aquáticas como, por exemplo, o Papirus, não será necessário fazer a substituição, pois a amônia retira na zeólita será removida pelas raízes da planta.

Manuais de uso, catálogo e informações.

As Zeólitas foram descritas pela primeira vez como grupo de minerais pelo mineralogista sueco Barns Alex Cronsted em 1956, e classificadas como aluminossilicatos hidratados, altamente cristalinos, que ao desidratarem-se desenvolvem no cristal uma estrutura porosa, com diâmetro de poro de 3 a 10 Angstroms. Esta estrutura forma cavidades que podem ser ocupadas por íons e moléculas de água com grande liberdade de movimento. Esta característica permite o intercâmbio catiônico e a desidratação reversível da rede. Isto por que a água não afeta a estabilidade estrutural e poder ser eliminada, pois a Zeólita opera como uma “esponja” ou peneira molecular. A fórmula geral da composição de uma Zeólita é:

Mx/n(A102)x(Si02) e mH2O

Os cátions “M” de valência “n” neutralizam as cargas negativas do esqueleto estrutural do aluminossilicato. Muitas estruturas das Zeólitas de baseiam em uma unidade de construção secundária que consiste de 24 tetraedros de silício e alumínio unidos entre si para formar uma estrutura tipo cesta chamada actaedro truncado. A presença e posição dos cátions na Zeólitas são importantes, pois a secção transversal dos anéis e canais das estruturas podem se alterar ao mudar o tamanho ou carga e, portanto, o numero de cátions. Esta característica afeta significativamente o tamanho das moléculas área superficial interna muito grande (40m²/g) e alta capacidade de troca catiônica (1,5meq/g).

Comentários

Rubens disse:27/05/2013

Otimo resultado colocado no lago de um amigo na Serra da Cantareira, Sr. Adriano a aproximadamente 4 anos, e até hoje me agradece por ter encontrado este mineral.

Excelente



Faça aqui a avaliação deste produto:



Comentarios